Os pais são os responsáveis pela modulação das atitudes dos filhos, são eles os primeiros grandes formadores emocionais, influenciando diretamente no desenvolvimento, não só através de práticas educativas, mas principalmente pelos modelos de identificação.

Quanto mais os pais estiverem preparados, se nutrindo de informações, melhor se tornara o relacionamento com os filhos. Pois em muitos momentos os pais se questionam sobre como lidar com determinada situação sem interferir de maneira rude na educação dos mesmos.

A proposta da orientação psicológica, nesse contexto é auxiliar os pais a compreender melhor o a dinâmica do ambiente familiar, e como lidar com os afetos que nascem nessas relações e que trazem consigo de acordo com sua história de vida, através dos seus próprios recursos. compartilhar suas experiências, expor suas dificuldades e angustias, e também pensar no enfrentamento de algum conflito que esteja se instaurando atualmente.

Certamente não existe um “Manual de Instruções”, nem tão pouco regras que sejam universais, afinal seu filho é único, e os pais também são pais singulares. É de suma importância que os pais pensem em zelar pelos laços afetivos de sua família, porém sempre respeitando a busca pela independência que é uma característica da condição humana.